Turismo

Praia, desportos de onda, pesca artesanal...
More+

Actas e Editais

Para consulta
More+

Balcão virtual

Todos os documentos ao alcance de um clique
More+

Boletim da Junta

Consulte aqui todas as edições dos boletins informativos
More+

As nossas prioridades

Turismo

Sendo o sector sol e mar uma das vertentes mais importantes no desenvolvimento económico da cidade, e a proximidade da capital, defendemos o crescimento sustentável deste sector, desenvolvendo acções que criem condições de resposta e melhoramentos na qualidade da oferta turística, preservando sempre aquele que entendemos ser a grande mais valia da Costa de Caparica: a preservação do nosso património ambiental. Pugnaremos por melhores acessibilidades, mobilidade mais adequada à realidade da cidade, pela preservação da linha do litoral e pela criação de eventos como forma de atracção turística e ocupação dos tempos de lazer para quem nos visita.

Acção social

Não sendo as Freguesias entidades de apoio social têm, no entanto, muitas vezes substituindo-se ao papel do Estado. Esta Junta tem desenvolvido actividades e apoios dirigidos a grupos com necessidades específicas e apoiado cidadãos e instituições com o propósito de minimizar cada vez maiores carências e necessidades do dia-a-dia. É entendimento deste Executivo apoiar projectos de intervenção comunitária para a promoção da inclusão social e o sucesso escolar de crianças, jovens e adultos em contextos sócio-económicos vulneráveis, visando a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social. Por estas razões, pretendemos incluir os mais desfavorecidos na sociedade numa lógica de mais solidariedade e justiça social.

Ambiente

Rica em património ambiental, a região tem duas grandes reservas naturais - Mata dos Medos e Arriba Fóssil - com uma biodiversidade única na região que urge defender e promover. As nossas praias são reconhecidas pela qualidade das areias e das suas águas, fazemdo também parte do nosso riquissímo património ambiental a biodiversidade marinha existente na nossa frente atlântica. Torna-se imperioso defender a nossa linha de costa para manter as praias, proteger e salvaguardar pessoas e bens, no sentido de preservar o património natural e ambiental da região. Sem praia não há tuismo e sem turismo não há economia.

« Página anterior« Página anterior